Quem sou eu

Minha foto
Brasília, DF, Brazil
Mtad d mim é o q eu grito mas a outra metad é silêncio. pq metad d mim é partida mas a outra metad é saudad.1 mulher inundada d sentimentos pq metad d mim é o q ouço mas a outra metad é o q calo. metade d mim é o q penso mas a outra metad é um vulcão. metad d mim é a lembrança do q fui e a outra metad eu não sei.metad d mim é abrigo mas a outra metad é cansaço. E q a minha loucura cja perdoada pq metad d mim é amor e a outra metad tb.

21/03/2010

A + B x C/2 = Sexo!!!


Sentimento, envolvimento, cumplicidade, desejo, tesão, paixão – amor ou sexo?!
Um dia desses ouvindo uma música com minha mãe ela questionou algo do tipo: “Amor a gente não faz, sente! O que a gente faz é sexo!”
No momento preferi me abster a fazer qualquer comentário, mesmo porque não sabia o que comentar.
Eu que sempre tive tanta certeza sobre o amor, o amar, o transar...agora me perguntava se de fato o que eu acreditava era verdade, ou simplesmente utopia... Amor a gente não faz? Como assim?!
Não conseguiria responder isso sozinha e por isso resolvi fazer uma leve pesquisa de opiniões dentre alguns amigos meus. Em suma maioria, homens. O pior disso tudo é que salvo uma exceção dentre todos os Homo Sapiens por mim questionados – todos eles só fizeram sexo...fazem... e farão para o resto de suas vidas.
Detalhe: acreditam que o máximo que aconteceria, seriam classificações do sexo. Vários foram os exemplos , inclusive com explicações bastante sucintas sobre como cada um é...quando deve ser feito...com quem...aonde e como...
Tudo só piorava na minha cabeça e a esta hora me peguei refém de um assunto ao qual tudo o que eu acreditava, caía por terra e já não mais me fazia crer como antes. Fizeram do meu “fazer amor” algo totalmente abstrato, inexistente e bem típico de menininhas bobas à lá Meu Primeiro Amor.
Como se não bastasse, agora existiam subcategorias! Receitas de bolo, feijão, estrogonofe, até vai! Aceito ainda receitas de como se transformar em um homem romântico, ou tão somente mais sensível...mas Receita de Sexo???
Tipo, para fazer sexo selvagem, use lugares inusitados, palavrões, alguns tapas, mordidas e arranhões – é tudo permitido... quase uma luta de vale tudo!
Já se hoje você está cansado, faça uso da receita do sexo caseiro. Chegue em casa já elogiando sua “mulherzinha”, diga o quão estressante e cansativo foi seu dia, coma uma besteira (lembrando que a besteira em questão ainda não diz respeito à sua mulherzinha citada anteriormente) e voi lá: prepare-se para dormir e instigue-a a desestressá-lo. Lembrete: no máximo um “Papai e Mamãe”, com ela por cima - óbvio – afinal você está MEGA cansado.
E não pára por aí não... tem ainda o sexo casual, carnal, aquele que você nem queria fazer, mas manter a honra vale mais e a velha e conhecida rapidinha...
Percebi que A+BxC/2 = SEXO! E qualquer outra equação, com todas as suas variáveis vão dar no mesmo resultado = Sexo – puro e simples... apenas sexo!
E o amor? Fica aonde nessa história toda?
O que é então aquele sexo gostoso que você faz com a pessoa que ama...que faz vocês dois se arrepiarem dos pés a cabeça quando os corpos nus se transformam em um só... que o simples fato de fechar os olhos em um beijo faz o tempo parar de modo que até a intensidade diminui e te faz querer sentir aquela sensação para sempre.... que dentre todos os sentidos, o tato é o que se faz mais presente, ao acarinhar o corpo oposto e perceber que você não precisa necessariamente ver para sentir...e ao final de toda essa entrega perceber que você está plenamente realizado e aí então se permitir chorar, tamanha é a emoção que tomou conta do seu ser...?
Isso para mim sim é o “fazer amor” – puro e simples!!! Deixando claro que um, não necessariamente anula o outro, e o sexo x sexo também é uma delícia... Sexo x amor, então?!
Que bom que o mundo nos faz pessoas diferentes e multiplurais, dotadas do direito de pensar, sentir e fazer o que bem convier quando nos for interessante.
Ou seja, mais uma vez tudo depende do ponto de vista e ao meu ver: Eu faço sexo em todas as suas categorias... e o amor eu sinto e faço também! Sinto intensamente e me dôo completamente!!!

Um comentário:

Luis Antônio disse...

vc tem razão na reportagem do correio.Está cada vez mais difícil ser solteiro no df. A mulher está "atirada" porém não pouco exigente.O homem, desconfiado, aponta o dedo acusador para a mulher: VADIA! A mulher retruca : GALINHA! Até uma pegadinha numa festa, mas um desconfiando do outro: "Será que esta atentando contra minha "liberdade"?" Cada um fechado em seu casulo, um reclamando do outro, sentem falta de calor humano, mas não abrem mão de nada.E a vida continua....